Eu confesso…

tumblr_mfig3ofUY11rajvogo1_500

Preciso confessar, eu gosto de vazio, de espaços brancos sem rabiscos, de silêncio, de ausência. Me acostumei a embriagar o meu corpo só com palavras, e os gestos limitei-os a apenas uma pessoa, como se todo o resto do mundo não tivesse uma serventia diante os meus caprichos. Eu gosto da espera; da espera sem retorno, a partida sem chegada. Me costumei a ser um baralho de cartas marcadas, e isso tem facilitado a minha vida. Me mantenho em uma caixa, protegida da mesmice, das frases feitas, das relações perecíveis, dos julgamentos errôneos, das acusações sem sentido. Ser assim tem contribuído para a minha produção literária, mas há quem diga que sou apenas uma complexada com pânico de pessoas, de rua… Talvez, há essa tal possibilidade, jamais a descartei, mas optei em acreditar que apenas me poupo, me guardo porque sou pequena, porque restaram poucos cacos de mim, e não anseio gastá-los com a vida lá fora, aqui dentro é mais quente e reconfortante. Eu tenho tudo o que preciso, e está chegando uma parte a mais de mim, daqui alguns meses até nome terá, mas por enquanto chamo apenas de grãozinho – meu pequeno e doce grãozinho de felicidade.

tumblr_m2vuvquaol1qjlwa8o1_500

O mundo além das portas de minha casa não me conforta, não compreende meus olhos cansados à beira dos 27 anos. Não, meus queridos, não é crise de idade devido a rota que me levará aos trinta, todos nós chegaremos lá – pelo menos espero. Mas é esse acúmulo de anos vividos beirando a loucura, vivendo o máximo das minhas emoções e decepções, agora, ah, agora cansei. Que o mundo continue, nenhuma das normalidades e exigências da sociedade me atingem. Sou o que sou sem precisar cumprir obrigações. Não usarão minha pele para cobrir os móveis, não farão da minha voz um grito. Eu já disse, eu gosto de silêncio (silêncio abrigo).

Gostou? Compartilhe!
Faah Bastos
Resido na casa de Escorpião, 29 fucking anos. Eu não tenho um blog. Eu escrevo em um cafofo virtual. Selfie é uma forma de contar as rugas – eu amo! Escrevo aqui porque ficar calada nunca foi meu forte.
Post criado 231

3 comentários em “Eu confesso…

  1. Incrível! Me identifiquei demais com o texto e essa parte “(…)apenas me poupo, me guardo porque sou pequena, porque restaram poucos cacos de mim, e não anseio gastá-los com a vida lá fora, aqui dentro é mais quente e reconfortante.”. Você estava, por acaso, dentro de mim? hahahaha Você sempre perfeita na sua escrita né??? Ah, parabéns pelo grãozinho. 🙂

  2. Não sei se será compatível, mas também prefiro silêncio. Prefiro que as únicas vozes que me falem sejam as dos monstros que vivem escondidos dentro de mim. Um tanto quanto normal, mas tudo o que é meu me agrada. Não é egoísmo, é só que eu prefiro manter-me em mim mesma, confortável, com a certeza de que sei quem e o que sou do que sair perdida vagando pelo mundo, tentando agradar a quem não deveria e satisfazer vontades que não são minhas.

    Espero mais notícias do seu grãozinho, Faah.

    Não sei se você lembra de mim, mas eu não esqueci de você.

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo