Sou apenas um meio

Sim, estou acordada escrevendo, quase cinco da manhã – Não há hora para a poesia, a literatura. Somos instrumentos das palavras, um meio necessário para a existência do amor, da paixão, dos conflitos que cercam e fecundam a alma de cada indivíduo. Escrever equipara-se a arte, ao poder de invadir e criar essências. Não posso, […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo