tumblr_m5xvd0kidq1qbnt4vo1_500

Ainda serei

196649_455811977783313_590721998_n

É a mesma sequência de sons e imagens que despontam em meus olhos, escorrem pelo telhado vermelho da minha casa. Alguns sonhadores acreditam que sejam apenas lembranças, reminiscências de um passado que anseia desesperadamente pelo prolongar até um presente. Eu, todavia, acredito que se resumam em pedras pesadas, carregadas de segredos que apedrejam o meu novo lar, o refúgio que encontrei enquanto caminhava solitário pelas ruas vazias de nós, tão abarrotadas do cinza das nuvens imensas acolhedoras de lágrimas que sempre se transformam em chuva. O que eu mais temia, enfim, se concretizou, nenhum passado se isola do meu novo eu, nenhuma lembrança se desfaz diante um novo dia. É tanta teimosia que existe em nossa história, teimo esbarrar na revelação que você não me quer longe, mesmo não me querendo mais. Seria então uma doença essa forma de amar? Você e eu, dois imprudentes andando de um lado a outro em uma avenida congestionada por pessoas que querem ir, mas não podem. Você é meu sinal de “aguarde”, jamais me libertando para avançar em minha vida, sempre evitando os recomeços, me prendendo nas páginas incompletas do nosso macabro romance de dois corações bailarinos e desprendidos de raízes. Somos solitários, jamais deixamos de ser. Eu, incapaz de completar a sua solidão, infeliz de sentir que havia em meus caminhos rotas certas para merecer suas lágrimas. Você, certa em tudo, brincava com a sorte sempre que os meus olhos lhe indicavam tormentas. Estávamos errados, somente desperdiçando sonhos. Sobraram somente as últimas valsas repetidas de uma festa vazia de tentativas. Quem somos, não mais sei, mas anseio apostar meu último níquel na certeza que ainda, um dia, eu serei.

.

Gostou? Compartilhe!
Faah Bastos
trintona, escritora nas horas tortas, estudante de Psicologia, professora e louca por bichos!🌟
Post criado 163

7 comentários em “Ainda serei

  1. Lembranças nunca morrem. Podem até adormecer dentro de nós por um tempo, mas de repente, tudo volta como um vulcão adormecido. E as lembranças do passado deixam marcas que continuam visíveis no nosso presente e até no nosso futuro. “Você é meu sinal de “aguarde”, jamais me libertando para avançar em minha vida, sempre evitando os recomeços, me prendendo nas páginas incompletas do nosso macabro romante de dois corações bailarinos e desprendidos de raízes” Isso resumia tudo o que eu senti lendo esse texto. Me resumiu.

  2. Ahh um pouco dramático o texto mais ficou bem legal seus textos são inspiradores, concordo com a Vitoria lembranças nunca morrem você pode ate fingir que esqueceu mais não esquece principalmente se isso te marcou muito seja uma lembrança triste ou feliz.
    Acho que a única solução é seguir em frente, tentar não deixar isso afetar seu futuro!
    xoxo

    1. Tenho tendências a escrever sobre os dramas, as catástrofes românticas, as tragédias épicas sobre o amor.
      Obrigada pelo comentário.

      Abraços.

  3. Talvez não seja isso que queria ter passado; mas ao meu entender, duas pessoas, talvez só uma apaixonada, que busca completar a outra, e poder doar a ela todo o seu amor! Que belo!
    Parabéns!

    1. Eu acredito que um texto, um romance, muda de sentido a depender da experiência, dos sentimentos de quem lê, por isso nunca explico o que escrevo porque acredito na individualidade poética de cada um.
      Bom saber que o meu texto revelou um sentido, um significado para você.
      Obrigada pelo comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo